Tratamento de Doenças Periodontais


O tratamento da doença periodontal é um dos mais difíceis, não pelo seu procedimento técnico, mas pela etiologia da doença, fatores desencadeantes e pelo binômio paciente profissional.

Não depende só do profissional, o paciente deve ter subsídios e estar motivado com o tratamento. Existem fatores modificadores que estão além da cavidade oral. A periodontia médica através de estudos longitudinais com resultados contundentes mostram que problemas sistêmicos, hábitos viciosos, herança genética, podem estar relacionadas com a doença periodontal. Dentre estes problemas a doença periodontal está associada com: tabagismo, diabetes, doenças cardiovasculares, imunocomprometidos problemas hormonais, estresse.

O fator etiológico primário é o biofilme supragengival e ou subgengival. O tratamento periodontal consiste na remoção do biofilme, composto por placa bacteriana e fluido crevicular gengival, removendo a inflamação, através de raspagem, alisamento e polimento das superfícies dos dentes.

A placa dentária, depois de madura, só pode ser removida por completo no cirurgião dentista. É necessário, muitas vezes, um tratamento multidisciplinar em virtude dos fatores modificadores. O acúmulo de placa bacteriana pode ocasionar lesões endopério, abcessos periodontais, abcessos gengivais, sangramento gengival, gengivite gravídica, gengivo estomatite herpética, perda de inserção dos dentes que leva o afrouxamento dos dentes (amolecimento) consequentemente perda do elemento dentário.v A doença pode causar uma perda óssea nos tecidos circunjacentes e dificultar a reabilitação através de implantes e próteses posteriormente além da espera na cicatrização tecidual.

Tratamento de Doenças Periodontais


O tratamento da doença periodontal é um dos mais difíceis, não pelo seu procedimento técnico, mas pela etiologia da doença, fatores desencadeantes e pelo binômio paciente profissional.

Não depende só do profissional, o paciente deve ter subsídios e estar motivado com o tratamento. Existem fatores modificadores que estão além da cavidade oral. A periodontia médica através de estudos longitudinais com resultados contundentes mostram que problemas sistêmicos, hábitos viciosos, herança genética, podem estar relacionadas com a doença periodontal. Dentre estes problemas a doença periodontal está associada com: tabagismo, diabetes, doenças cardiovasculares, imunocomprometidos problemas hormonais, estresse.

O fator etiológico primário é o biofilme supragengival e ou subgengival. O tratamento periodontal consiste na remoção do biofilme, composto por placa bacteriana e fluido crevicular gengival, removendo a inflamação, através de raspagem, alisamento e polimento das superfícies dos dentes.

A placa dentária, depois de madura, só pode ser removida por completo no cirurgião dentista. É necessário, muitas vezes, um tratamento multidisciplinar em virtude dos fatores modificadores. O acúmulo de placa bacteriana pode ocasionar lesões endopério, abcessos periodontais, abcessos gengivais, sangramento gengival, gengivite gravídica, gengivo estomatite herpética, perda de inserção dos dentes que leva o afrouxamento dos dentes (amolecimento) consequentemente perda do elemento dentário.v A doença pode causar uma perda óssea nos tecidos circunjacentes e dificultar a reabilitação através de implantes e próteses posteriormente além da espera na cicatrização tecidual.