Tratamento Endodôntico (Canal)


Hoje, com o uso de isolamento absoluto, vários tipos de soluções irrigadoras e novas técnicas de instrumentação diminuíram os números de sessões e o tempo de consulta. Mais confortável para o paciente e eficiente, tem sido um tratamento muito buscado pelos pacientes eliminando a remoção daquilo que é insubstituível originalmente: o dente. Quando o paciente relata dor espontânea, localizada, intermitente que não responde a analgésicos são sinais de problemas relacionados nos canais radiculares.

O tratamento endodôntico não é mais um fantasma pra os pacientes como eram tratados antigamente.


O tratamento de canal consiste na remoção da polpa coronária (extirpação) e da polpa intrarradicular. Um dente pode ter de 1 até 5 canais radiculares (5 canais é raro e só acontece em molares). Os canais devem ser tratados com isolamento absoluto, soluções irrigadoras e com o uso de instrumentos rotatórios ou manuais chamados de limas endodônticas que possuem vários tamanhos e diâmetros afim de alargar o canal, eliminando as bactérias que se aderem as suas paredes. Estas bactérias, na maioria são anaeróbicas, podem migrar para as estruturas ósseas e causar até lesões irreversíveis. Além de eliminar gazes que causam a sensação de pressão, podem ocasionar o escurecimento do dente.

Tratamento Endodôntico (Canal)


Hoje, com o uso de isolamento absoluto, vários tipos de soluções irrigadoras e novas técnicas de instrumentação diminuíram os números de sessões e o tempo de consulta. Mais confortável para o paciente e eficiente, tem sido um tratamento muito buscado pelos pacientes eliminando a remoção daquilo que é insubstituível originalmente: o dente. Quando o paciente relata dor espontânea, localizada, intermitente que não responde a analgésicos são sinais de problemas relacionados nos canais radiculares.

O tratamento endodôntico não é mais um fantasma pra os pacientes como eram tratados antigamente.


O tratamento de canal consiste na remoção da polpa coronária (extirpação) e da polpa intrarradicular. Um dente pode ter de 1 até 5 canais radiculares (5 canais é raro e só acontece em molares). Os canais devem ser tratados com isolamento absoluto, soluções irrigadoras e com o uso de instrumentos rotatórios ou manuais chamados de limas endodônticas que possuem vários tamanhos e diâmetros afim de alargar o canal, eliminando as bactérias que se aderem as suas paredes. Estas bactérias, na maioria são anaeróbicas, podem migrar para as estruturas ósseas e causar até lesões irreversíveis. Além de eliminar gazes que causam a sensação de pressão, podem ocasionar o escurecimento do dente.